quinta-feira, 19 de abril de 2012


'Foto foi a mais difícil que fiz', diz vencedor do Pulitzer

Fotógrafo da AFP flagrou menina afegã desesperada logo após ataque suicida em Cabul


PARIS - "Foi talvez a foto mais difícil que já fiz". A afirmação é do fotógrafo afegão Massoud Hossaini, autor da imagem vencedora do prêmio Pulitzer, em entrevista à BBC. O fotógrafo da agência de notícias francesa France Presse (AFP) venceu a competição na categoria de melhor imagem de notícia urgente ao registrar o choro da garota afegã Taraneh Akbari, depois de um ataque suicida em um templo lotado em Cabul, capital do Afeganistão.
Farzana Wahidy/AFP

Apesar do reconhecimento de seu trabalho, Hossaini disse à BBC que evita olhar novamente as fotos que fez no dia 6 de dezembro, durante as cerimônias do feriado religioso de Ashura, em que registrou a reação da menina. "Desde então, tenho feito de tudo para não voltar (a olhar) aquelas fotos que tirei naquele dia. Todas as vezes que penso naquela garota assustada, vestida de verde, chamada Taraneh, sou dominado pelo medo de novo", afirmou o fotógrafo.
A menina atualmente tem 11 anos e contou que "quando consegui ficar de pé, vi que todos estavam em volta, no chão, muito ensanguentados. Eu fiquei muito, muito assustada". "Sei que, quem quer que veja esta foto, vai pensar no fotógrafo, mas espero que eles não se esqueçam da dor do povo afegão", disse Hossaini.



Entrevista completa no site da BBC

Nenhum comentário:

Postar um comentário