segunda-feira, 4 de junho de 2012


ARAKAN

Manabu Yamanaka direciona seu trabalho aos ignorados pela sociedade. Em 2009 ele lançou uma monografia intitulada Gyahtei, onde estão publicadas as seis melhores séries que ele criou num período de 25 anos, todas com o título originado do budismo. Os ensaios retratam pessoas entre a vida e a morte, nus de idosos, crianças e pessoas com má formação, fetos deformados, animais mortos e moradores de rua. Este último destacamos aqui, cujo título é Arakan.
Suas imagens são fortes, poderosas e chocantes. Levantam inúmeros questionamentos sobre seu trabalho, sobre o que foi fotografado e sobre a forma que nós interpretamos suas imagens e o universo que nos cerca.  Suas fotografias já foram amplamente exibidas  ao redor do mundo e já ilustraram várias publicações. Manabu Yamanaka nasceu em 1959, no japão, atualmente vive e trabalha em Tóquio.

http://www.ask.ne.jp/~yamanaka/

autor do post
Integra o conselho editorial da Foto Grafia, é responsável pelo blog e pela redação da revista e sócio da LAPIS Comunicação e Cultura. Formado em Design Gráfico pela Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI), atualmente é aluno do curso de Pós-Graduação em Fotografia na mesma instituição.

Fonte:revistafotografia

Nenhum comentário:

Postar um comentário