quarta-feira, 18 de julho de 2012

Entrevista com o fotógrafo Mastrangelo Reino



Fotojornaliana entrevista o  fotografo ousado que até alugou avião para registrar a rebelião que teve no interior de São Paulo, Araraquara que é sua cidade natal. 
Mastrangelo é casado com uma francesa Marine Laure e tem um casal de filhos.
Minha entrevista era sobre instagram, porém, conheci um pouco da história fotojornalística e sabe como é fotojornaliana (fotojornalismo andamos juntos) dei preferencia por uma entrevista  com o cara ousado que voou longe por sua ousadia.


Fotojornaliana- O que levou você trabalhar tão cedo e por que uma loja de fotografia?
 Mastrangelo: Comecei trabalhar com fotografia quando meus pais se separaram, e pra não ficar pela rua, minha mãe e meu tio arrumaram um trabalho em uma loja de um amigo, ele era fotografo de aniversarios, casamentos... ( minha função era pegar os filmes e preencher os envelopes, e mandar revelar)
Meu primeiro contato com publicações foi quando um vizinho, que é dono de uma pequena revista em Araraquara ( Leia Tour)  me chamou para trabalhar lá. Na revista além das fotos, eu também fazia serviços de banco e também entregava as revistas.

Fotojornaliana- Me fala um pouco da sua carreira como fotojornalista em que você trabalhou na Tribuna e depois na Folha de S.P?
Mastrangelo: Depois mais ou menos de 3 meses, o jornal Tribuna Impressa ( Araraquara) me chamou para ficar 1 mês, e  no total fiquei uns 6 anos, até o dia em que estava tendo uma rebelião em Araraquara ( em todo o estado na verdade)  e eu aluguei um avião para fazer as fotos aereas, quando desci a Laura Capriglione que é reporter da Folha viu as fotos e chamou a fotografa Marlene Bergamo para olhar também, a Marlene gostou das fotos e ligou para o editor de foto da Epoca ( Toni Pires) ele me pagou 1,000 reais pela foto, reembolsou o avião e me deu um estagio remunerado de 15 dias na Folha.
Era meu último dia de trabalho, era uma sexta e na segunda eu estaria de férias, na terça eu ja estava na folha, quando acabou os 15 dias, ele me disse " se você quiser, consigo te segurar aqui por mais uma mês" eu disse que topava. Voltei para Araraquara e pedi demissão da Tribuna, mas, para todo mundo ( Mãe, irmãos, namorada, amigos) eu disse que ja seria contratado na Folha, mas não era essa a verdade.
Mas, quando passaram 27 dias, me chamaram e me falaram que tinha uma vaga para o Jornal Agora ( que é no mesmo predio da Folha) eu topei , lógico. No agora, fiquei 2 anos, sai, mas continuei fazendo freelas para a Folha, e ai a Folha me contratou, no total foram um pouco mais de 5 anos de Folha.

Fotojornaliana- Você já passou por apuros como fotografo?
Mastrangelo: Já passei por varios apuros, uma vez em Araraquara eu levei um soco na cara ,  e ainda tive minha câmera quebrada , por guardas civis em  São Paulo, direto quando tem manifestação sobra um  gás de pimenta nos ohos, hehehehe, faz parte.

Fotojornaliana- E por que Paris para viver?
Mastrangelo: Me mudei para Paris por que casei com uma francesa, eu estava cansado do meu trabalho, queria coisas novas, ela ja estava muito tempo no Brasil, então decidimos mudar.


Fotojornaliana- Continua trabalhando como fotografo em Paris ou está com outros projetos?
Mastrangelo: Continuo trabalhando sim como fotografo, mas hoje não faço apenas fotojornalismo, faço de tudo ( preciso pagar as contas, ehheh) mas ainda não tenho feito muito trabalho para os franceses, 90% de tudo que fiz é para o Brasil.

Fotojornaliana- Tem alguma foto (s) que marcou esse tempo de fotojornalista?
Mastrangelo: Olha, tem uma foto de um policial atirando na Praça da sé, durante um show dos Racionais, mas a situação que mais me marcou talvez tenha sido o acidente da Tam em congonhas.



Fotojornaliana- E para finalizar uma dica para fotógrafos e fotojornalistas que estão começando?
Mastrangelo: A dica que posso dar é acredite em você, corra atrás do que você quer, e saiba que nao basta sua mãe, seus amigos ficarem falando que suas fotos são lindas, que você é o melhor fotografo do mundo ( mesmo que isso seja verdade, nunca acredite) continue buscando sempre a melhor foto, tenha paciência, fique atento, por que  " A foto" esta la, só basta enxerga-la.

Nenhum comentário:

Postar um comentário