quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

O centenário do fotógrafo Robert Capa

Behind the Loyalist lines, 1936
A paixão pela fotografia era uma das características mais marcantes do húngaro Endre Ernõ Friedmann. Sua obstinação em conseguir os melhores cliques e sua dedicação ao trabalho o transformaram em um dos mais emblemáticos fotógrafos de guerra do mundo. Mas seu amor também foi sua sina. Em 1954, o fotógrafo - que era conhecido mundialmente pelo pseudônimo de Robert Capa -, foi encontrado morto, após pisar em uma mina terrestre. Mas a câmera continuava firme em suas mãos.
Hankow, 1938

Agora, quando Capa completaria cem anos, o Museu Nacional Húngaro monta uma exposição que faz um apanhado de toda a sua história e trabalho. Robert Capa – Um jogador traz as fotos mais icônicas do fotojornalista e um apanhado de fatos históricos que explicam a vida agitada que levou. Além de fotógrafo e repórter, foi escritor, cineasta e fundou, junto a grandes nomes como Henri Cartier-Bresson, a primeira agência mundial de fotógrafos freelancers. Também ficou conhecido por seu espírito aventureiro e seus relacionamentos amorosos com celebridades da época – que ganharam retratos memoráveis pelas lentes de Capa.
Além das fotos, a exposição também traz dados históricos

O fotógrafo ficou famoso por seus registros de guerra


O artista esteve nos maiores conflitos da primeira metade do século 20. Registrou, dentre outros, a Guerra Civil Espanhola, a Segunda Guerra Mundial e a Guerra da Indochina, onde faleceu. Suas fotos, publicadas em grandes veículos como a revista Time, eram aclamas por capturar o sentimento e o horror dos combates. Por isso, ficou conhecido por ser um grande manifestante contra a injustiça, a opressão e a guerra. Workaholic assumido, acabou sendo vítima de seu próprio lema: “Se uma foto não está suficientemente boa, é porque você não se aproximou o bastante”.

Robert Capa - The Gambler
Local: Museu Nacional Húngaro
Endereço: 14-16 Múzeum krt., Budapest 1088 - Hungria
Data: até 12 de janeiro de 2014


Fonte: Casa Vogue

Nenhum comentário:

Postar um comentário